Anexos


Tecnologia

Eis o caos no jornalismo

 

Este jovem estudante que os escreve está, aos poucos, começando a se inserir na selva do mercado de trabalho dos jornalistas. O uso da expressão “selva” não necessariamente tem sentido figurado nessa questão, acreditem tem selvas bem mais tranqüilas que muitas redações por aí.

Mas não é sobre mercado de trabalho que vou relatar nesse post, e sim da grande utilização da tecnologia nas redações. Na rádio que estou atuando, tudo, e é bom frisar tudo mesmo, parou porque a famigerada “rede” saiu do ar.

A “rede” é a central dos computadores da rádio, ela entrou em manutenção por um período de três ou quatro horas, intervalo de tempo assustador.

Para começar a internet estava off-line. Quem não é da área talvez não tenha noção de como o mundo on-line é a cada dia mais, uma ferramenta essencial na vida do jornalista. Para se ter uma idéia, 98% das nossas pautas* são oriundas de nossos e-mails e/ou da busca por temas de interesse na vastidão de sites de noticias. Sem falar que grande parte da comunicação entre os profissionais da imprensa são feitas vias programas de mensagens pela internet, além do próprio correio eletrônico.

Dez entre dez jornalistas utilizam freneticamente o telefone. É nele que contatamos especialistas, autoridades e personagens para nossas matérias. Sem telefone é difícil falar com os entrevistados e sem entrevistados não há matérias. Pois é, a “rede” fora do ar tirou também os telefones de funcionamento. Particularmente nem sabia que as linhas telefônicas dependiam dos computadores, mas as coisas avançaram. Na tecnologia utilizada, as ligações utilizam transmissão de dados controlados pela “rede”.

Não bastasse tudo isso, nem as impressoras funcionavam. Adivinhem só, elas estavam conectadas a “rede”, logo não realizavam nenhuma impressão.

O jeito foi voltar ao velho papel e caneta. No meio desse caos teve gente que perguntou se havia alguma máquina de escrever em algum canto. Não havia. Um jornalista mais antigo lembrou com saudosismo como gostava da sinfonia ensurdecedora das teclas das Olivetti’s, Remington’s, Facit’s, entre outras.

Os tempos mudam, e rápido demais. O mesmo jornalista que lembrou a relação amistosa dos profissionais da comunicação com as máquinas de escrever, conta que há 15, talvez 16 anos atrás, a redação de um dos maiores jornais impressos de nosso estado não tinha sequer um computador. Convenhamos 15 anos não é muita coisa quando tratamos de linha do tempo.

É amigos, mais uma vez sejam bem vindos a era digital.

 

 

pauta* - tema/assunto a ser abordado em uma matéria.



Escrito por Marc Sousa às 10h18
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Sobre mim

Crédito: Guilherme Artigas
Nome:
Marc Emmanuel Sousa

Localização:
Curitiba, Paraná, Brasil

Estudante de Jornalismo. 22 anos com o coração Atleticano. RG e CPF vocês não precisam saber.
Não acredito em destino, as pessoas tem na mão o poder de mudar suas vidas para melhor ou pior.
Sempre estou anexando coisas a minha vida, isto é mais uma. Bem Vindo!

Histórico
  10/05/2009 a 16/05/2009
  03/05/2009 a 09/05/2009
  26/04/2009 a 02/05/2009
  05/04/2009 a 11/04/2009
  29/03/2009 a 04/04/2009
  15/03/2009 a 21/03/2009
  08/03/2009 a 14/03/2009
  01/03/2009 a 07/03/2009
  08/02/2009 a 14/02/2009
  23/11/2008 a 29/11/2008
  26/10/2008 a 01/11/2008
  28/09/2008 a 04/10/2008
  21/09/2008 a 27/09/2008
  07/09/2008 a 13/09/2008
  31/08/2008 a 06/09/2008
  10/08/2008 a 16/08/2008
  13/07/2008 a 19/07/2008
  06/07/2008 a 12/07/2008
  29/06/2008 a 05/07/2008
  15/06/2008 a 21/06/2008
  11/05/2008 a 17/05/2008
  20/04/2008 a 26/04/2008
  30/03/2008 a 05/04/2008
  16/03/2008 a 22/03/2008
  09/03/2008 a 15/03/2008
  03/02/2008 a 09/02/2008
  27/01/2008 a 02/02/2008
  07/01/2007 a 13/01/2007
  24/12/2006 a 30/12/2006
  10/12/2006 a 16/12/2006
  03/12/2006 a 09/12/2006
  26/11/2006 a 02/12/2006


Vale a pena conferir esses blogs

  Osni Gomes
  Cinema na Foto (Por Guilherme Artigas)
  Fábio Campana
  Zé Beto
  Sotaque Leite Quente (Por: Leonidas Dias)
  Sala VIP (Por Rodrigo Pucci "Digão")
  Cozinha do Nosense (Por: Michael Genofre)
  O Cara a Tapa (Por Caio Alencar)
  Relatos do Cotidiano (Por João Brotto)
  Café com Dudu (Por: Eduardo Siqueira)
  Palavras e Coisas (Por: Adriana Amaral)
  Broadcast (Por: Maurício Grabowski)
  Tuiuti Vê Curitiba
  Shereklandia (Por Jonivan Oliveira)
  Boca Maldita
Votação
  Dê uma nota para meu blog